Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Comecemos devagar...

Comecemos devagar, hoje. De forma carinhosa, meiga. Com beijos molhados e demorados, com muita tesão. Comecemos vestidos, deitados, aninhados, bem encostados um no outro. À medida que as nossas mãos se tocam. comecemos a despir-nos.



 


Já despidos, passemos à acção. Comecemos devagar, eu por cima e tu por baixo. Entro dentro de ti suavemente, permitindo-te sentir cada centímetro do meu pau duro dentro da tua cona molhada. Sinto o teu corpo a arquear-se com a sensação. Não acelero muito o ritmo. Não quero que te venhas demasiado depressa. Quero que sintas a onda a chegar devagar, de forma intensa, inexorável, implacável.



 


 


Quero sentir as tuas mãos a arranhar-me as costas enquanto a tua cona me aperta como um torno, fazendo-me jorrar como um vulcão. Fazendo-me estremecer dentro e fora de ti. Fazendo-me sussurrar ao teu ouvido o quanto gosto de te foder.

Pág. 2/2